quarta-feira, 27 de julho de 2005

Engano seu

As pessoas têm mania de dizer (e eu tenho mania de repetir essa frase) que eu sou a mais estressada de todas as criaturas.
Discordo completamente.
Exatamente no ano de 2005, a cada dia mais, um mundo cai sobre minha cabeça e eu nada faço. Isso, permaneço em berço esplêndido, como diria meu professor de Geografia.

Me estresso, mas nunca desconto em ninguém.
Por que será?
As coisas seriam bem mais simples se eu saísse por aí esbravejando para quem mexesse comigo, não?
Não.
Mesmo na iminência de um ataque suicida (ok, eu gosto de exagerar de vez em quando), mantenho a calma a olhos nus.
Mas se tu observar por mais um tempo e parar de achar que meu silêncio é sempre mau-humor e nunca pode ser algo diferente, vai encontrar a menina mais insegura que tu já conheceu.
E com o mundo desabando sua cabeça, veja só.

Nenhum comentário: