segunda-feira, 7 de maio de 2007

Mais mesquinho impossível.

Por favor, nunca compare notas na minha frente. Eu tenho nojo de quem compara suas notas às dos outros. Como se NOTA medisse conhecimento de alguém!
Eu tenho mania de chamar os outros de mesquinhos e medíocres, quase de forma viciante. Mas são sempre defeitos dessa ordem que eu fico notando (na verdade procurando) por aí.

Às vezes eu tiro uma nota muito boa, e uma outra pessoa tira uma nota inferior à minha, só que essa pessoa sabe mais daquela matéria do que eu - por incrível que pareça. E isso é fato. É até idiota eu falar isso aqui; o senso comum sabe disso.

Eu já tirei tantas notas boas e na verdade não aprendi nada daquele assunto, cara. Já peguei provas minhas e li respostas que provavelmente eu não daria se me fossem perguntadas hoje. Né absurdo? E nem acho vergonhoso falar isso. Na verdade acho, um pouco. Mas o assunto "falsas notas altas" já foi assunto de um post passado. (Não sei onde tá. Procure.)

Os idiotas, ops, desculpe, os meus colegas, ficam por aí perguntando "pô, fechou alguma prova?", "qual tua menor nota?", numa tentativa de sondar em que patamar ele está. No patamar da mediocridade, repito.

Aquele número podre, riscado, circulado e julgado por uma pessoa, não define o quanto você sabe sobre tal assunto, e sim o quanto você foi capaz de redigir sobre ele num ínfimo momento de sua enorme vida (ela é enorme sim, comparada ao tempo da prova. Pelo amor de Deus, sem reparar até nisso). Será que ele é capaz de realmente dizer alguma coisa?

A prova, o boletim, as avaliações que os professores fazem e colocam na caderneta, são 'coisificações' do aluno. Elas não dizem absolutamente nada. Porque conhecimento, idéia, pensamento, é muito mais do que isso; é abstração. Ele nunca será capaz de ser medido. Pelo menos não usando os critérios esdrúxulos que muitos acreditam ser o mais indicado para expôr o pombão "mais inteligente da sala". O cara normalmente é bom mesmo; o pombão é você, que acredita que ele é o melhor e mais inteligente aluno só por conta dos seus 10 no fim do trimestre.

Urgh. Nojo.

Nenhum comentário: