quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Ausente é apelido.

Eu não abandonei o blog! Apesar de ter estado veraneando, eu vim a Natal algumas vezes no mês de janeiro e, sim, poderia muito bem ter postado. Mas acontece que ultimamente não tenho escrevido nada, porque não tenho recebido de alguma entranha minha a devida inspiração ou criatividade. Puf. Não que eu as tenha em grande quantidade.

Já se passou um mês que o ano "virou". Como eu já disse nesse blog, nada 'zera' nem 'vira', apenas continua. E nessa continuação de vida, eu apenas tomei sol, joguei frescobol, corri na pista, dancei forró, dancei axé, ouvi Zeca Baleiro até dizer basta, namorei, me queimei numa caravela, vi lua cheia nascer, desci de sandboard, tomei banho de lagoa, tomei banho de mar, tomei sorvete, comi feito uma porca, levei bronca da família por não dar notícia (1 dia tem telefonar), fiquei melada, fui (somente) a dois churrascos de aprovação, li novelas e contos russos, dormi mal, dormi muito, conheci novas pessoas, almocei com as amigas, me encontrei com meus colegas calouros e meus (aplicadores-de-trote) veteranos, peguei um bronze, ganhei um óculos escuros (ufa!), gripei.

Gripezinha besta. Já estou me recuperando só no transpulmin e mel com própolis.

E aí, quem me conta alguma novidade? Porque eu mesma só tenho essas. A maior de todas, depois da aprovação no vestibular, foi ter me queimado numa caravela.

Depois de Harry Potter (o sétimo volume pra mim foi detestável), li contos e novelas de Tcheckov (presente de Solino), livro muito muito bom (O Beijo E Outras Histórias). Em seguida, Contos Bregas, do Thiago de Góes. Terminando agora de reler O Pequeno Príncipe para entrar em Lítio. Tenho mais dois de Adélia Prado na fila, e aguardo um Gabriel García Marquez como presente tá? (Não sei se o nome dele escreve assim e não tô nem aí.)

O último filme bom que eu vi foi Babel. Jóia! E o último filme de fato foi Opaió, nacional, mas com áudio ruim (piratex). Ah, não, eu tentei assistir a comédia romântica Sorte No Amor mas não deu... cochilei. Esse gênero realmente não me desce.

Amanhã começa o Carnaval, e apesar de eu não gostar dos festejos desse feriado, vou voltar para a praia e comemorá-lo (?!?).

Quem sabe eu volto com vontade de escrever. Tomara.

Nenhum comentário: