quarta-feira, 4 de maio de 2011

Um motorista filhodaputa.

E aqui vai um manual.

Existem muitas formas de você se tornar um motorista filhodaputa. Um dia, aliás, um turno circulando no trânsito bacana de nossa cidade, e você já compreende tudo.

Pra começar, é bom parar de respeitar as rotatórias. Nunca espere o carro que está circulando o balão, e que, você sabe, tem toda a preferência, terminar o seu trajeto. Fure a fila. Coloque o seu carro no meio da rotatória, de preferência quando o carro (com a preferência) estiver bem à sua frente.

Nunca, jamais, sob hipótese alguma, deixe alguém entrar na sua frente nas filas do trânsito, onde quer que seja: ruas, avenidas, shopping, supermercado, etc. Se o cara liga a sinaleira, VUPT!, acelere. Vá pra frente. Cole no carro da frente e não tire o pé do acelerador. Ninguém entra na sua frente. E se o bicho estiver tentando fazer um retorno, vixe, nem pense duas vezes. Acelere e cole no carro da frente também.

Quero deixar claro aqui que se o seu carro for um desses cujo valor e tamanho seja, no mínimo, quatro vezes mais que de um carro popular, isso ajuda bastante. O fato de você ter um carro bem grande, de preferência com tração nas quatro rodas, e importado, justificará suas atitudes. Também não sei por que, mas, nas ruas, é assim que funciona. Você terá mais razão, tipo isso.

Estacionar, sempre em vagas de idosos e/ou deficientes, ou ocupando duas vagas. Se você vir alguém sinalizando que vai estacionar na vaga de onde está saindo um carro, não respeite, principalmente se essa pessoa esperançosa estiver dirigindo um veículo de valor muito inferior ao seu. Ah, e se for uma mulher, também. Vá em frente. Fure.

Quando for fazer um retorno, à esquerda ou à direita, mesmo que tenha aquela baia, a que estreita o canteiro central para facilitar o seu retorno e o fluxo de carros, nunca entre nela! Deixe o seu carro na faixa da esquerda (quando o retorno for à esquerda, então, facilitará sua filhadaputice), não vire nem um pouquinho sua direção; diminua consideravelmente sua velocidade, porque, nesse momento, você não está com pressa; e, então, quando chegar no retorno, estando fora da baia, é claro, e na fila da esquerda, faça o seu movimento para a outra pista. Aqui, também, bem lentamente, e, se quiser melhorar o seu grau de filhodaputa, puxe um pouco mais o seu carro para a direita (sim, para o lado oposto ao retorno), para que atrapalhe ainda mais o trânsito e facilite (!) o seu retorno.

No meio do trânsito, quando for deixar alguma carona sua, pare repentinamente à direita (sim, aqui pode ser à direita, pela segurança do seu carona, e não porque você se importa com o trânsito), não ligue o pisque-alerta, e se despeça do sujeito ainda dentro do carro, com beijos, abraços e recomendações. Demore uns cinco minutos. Você é filhodaputa, você pode.

Eu disse que nunca permitisse alguém mudar de faixa entrando na sua frente. Sim. Mas quando você quiser mudar a faixa que está, simplesmente ligue a sinaleira e vire logo a direção. Não se importe se buzinarem ou frearem forte atrás de você, muito menos se reclamarem levantando o braço pra fora do carro e gritando palavrões. Entre. Enfie o seu carro (e aqui, mais uma vez, se ele for grande e caro facilita e justifica tudo) na frente do carro do outro, e não se importe com mais nada.

Não pare na faixa de pedestres. Aliás, pare, mas só se for em cima da faixa; nunca antes, com boa vontade, querendo que eles passem. Buzine em frente a hospitais, escolas, universidades. Dirija com farol alto na estrada, e não baixe-o quando o motorista em sentido oposto "piscar" para você, sinalizando que está difícil de enxergar.

Acho que é isso. Esqueci de algo?

P.S.: O "filhodaputa" tudo junto é por conta da reforma ortográfica, que mandou tirar os hífens. Aí achei que ficava bem unir as palavras...

3 comentários:

Fábio Farias disse...

Quanto ódio no coração!

Kursch disse...

AUHAUHAUAHUAHAUHAAUHAUHAUHAUA

SENSACIONAL, Bia, ótimo post! Continue escrevendo essas coisas cotidianas!

E, putaquepariu, eu odeio farol alto. Anotei no meu caderninho para fazer um post somente sobre isso

André Palhano disse...

uma coisa é certa: o povo daqui dirige pessimamente mal!!