sábado, 31 de dezembro de 2011

Menina, vou te dizer, esse meu ano novo vai me dar muito trabalho. Era pra eu ter começado a pensar nele no reveillón passado.

Essa história das calcinhas coloridas... Escolher a cor pra "decidir" como vai ser seu ano, né. Já tive a máxima das idéias. Vou usar várias. Uma por cima da outra. De quebra, ainda vou parecer ter a bunda grande. Uma amarela pra ter dinheiro, uma vermelha pra me apaixonar, uma rosa para eu amar, então é melhor a vermelha vir por baixo da rosa, né? porque aí acontece antes, ou será que a ordem seria de fora para dentro? Ai não. Agora vou ter que pensar nas prioridades.

Quando virar o ano, na contagem regressiva, eu vou comer lentilha, ervilha, uva passa, até azeitona, preta e verde, que é pra garantir a sorte no amor. Quer dizer, no dinheiro. Já não sei.

Vou pular umas quatorze ondas, talvez vinte e uma, e se achar que não houve lentilha suficiente e eu tiver esquecido uma das calcinhas quando fui ao banheiro, 49. Tá decidido.

Também vou assoprar a vela do bolo fazendo um pedido. Vou pendurar uma figa como pingente no meu colar, na pulseira, e na tornozeleira. Vou usar um anel daqueles que a pedra muda de cor dependendo do seu humor. Então, vou usar um em cada dedo, pra... nem sei pra que. Mas vou usar. Também vou pendurar o Santo Antônio de cabeça pra baixo, jogar flores brancas ao mar, desenhar um sol de farinha em cima de um pires, lá no quintal.

Quê mais? Vou providenciar um trevo de quatro folhas, outro de cinco, e um de nove. Vou tomar três banhos de sal grosso no dia 31 e mais três no dia primeiro de janeiro. E não passarei debaixo de escadas, perto de gatos pretos (não estarei por perto da universidade nos próximos cinco dias), nem ficarei muito tempo de frente ao espelho, pra ele não quebrar.

Agora sim, 2012, pode vir! Vou fazer tudo isso mesmo. E mais o que eu lembrar. (Esqueci de mencionar ir à missa! Será que adianta? Já assumi o pecado de ter esquecido e tudo.) Mas ó, te juro, é só pra garantir um pouco mais (!) o que já tenho certeza (?), porque o ano que vem vai ser bom, vai ser jóia, quem sabe, até, "inesquecível". As boas vibrações vêm aí, estão aqui. Eu descobri, menina, que tudo isso só depende de mim. De você! E mais nada ou ninguém. Te juro! Experimenta :)

Nenhum comentário: