segunda-feira, 18 de março de 2013

Se é pra mudar

Falei que a nova faculdade era a melhor coisa que eu havia feito na vida. Que não queria saber de mais nada. Que não era pra haver mestrado, que não era pra haver clínica nenhuma, que era para ser só o velho sonho agora meu e presente. Tascou-me logo um não seja burra, não seja tonta, não faça o que eu fiz. Não seja burra como eu fui. Me disse. Quis dizer mais. Que eu esquecesse, que nunca mais repetisse tal coisa, que eu estava desrespeitando a ordem das coisas da casa da nossa religião de eu ter de ser a melhor e nunca desistir. De nada.

E não querem que a gente sinta medo.

Nenhum comentário: