quarta-feira, 24 de abril de 2013

Motorista muito careta

Eu sou uma motorista muito careta. Sempre fui, mas fiquei pior depois do dia que o menino da carteira provisória que dirigia o carro que não era dele com o seguro que não era dele bateu no meu carro fazendo um retorno proibido em alta velocidade para pegar cento e cinquenta metros de contra-mão. Aí foi quando fiquei pior.

Eu não deixo entrar na minha frente o carro que faz o retorno por cima da linha dupla (duas linhas amarelas paralelas, com tijolinhos e tudo mais). Principalmente se trinta metros à frente dele existe a interrupção das linhas. Ele podia ter tido menos preguiça e fazer o certo.

Eu acho um absurdo quem pára em linha dupla. Eu ainda sou assim. Quem pára sem ligar o pisca-alerta. Fico passada. E a galera fica pra mim: "ainda tem gente que se importe com isso? Francamente." E quem acha que o pisca-alerta significa que você pode parar em qualquer lugar, qualquer lugar, digo qualquer mesmo, sem a menor cerimônia. O pisca-alerta foi feito pra isso, menina, eles dizem, mas eu continuo achando uma falta de respeito (Aff.)

E mais. Eu ainda uso as sinaleiras. Eu dou sinal até pra mudar de faixa! Juro a você. Também ligo a sinaleira pra fazer retorno, hum rum, e quando faço retorno, sou tão careta que não empurro o carro pro lado oposto antes de entrar no retorno que eu realmente vou entrar, como se não houvesse ninguém na vida, além de mim e do meu carro popular que por acaso eu ache o máximo.

Eu dirijo dentro dos limites de velocidade e isso é muito ofensivo, descobri. Na faixa da direita, esquerda, meio, por cima, ficando em casa sem dirigir, é sempre muito feio quem dirige dentro do limite de velocidade. Eu sou uma motorista muito careta. No trânsito ninguém gosta de mim.



Nenhum comentário: