quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Como puder ser

Me põe nos seus planos? Me inclui no seu dia cinza que eu tô pra chegar cheia de cadernos coloridos. Me coloca no meio dessa mobília opaca. Eu vou chegando. Me põe nos seus planos. Me coloca no meio dessa cidade nova e eu me viro. Me coloca metade dentro da sua rotina e eu sou inteira sua. Até quando pudermos com nós dois. Eu vou levar.

Me põe nos seus planos. Eu não falo alto nem falo tanto, eu não mexo nos livros. Eu durmo enquanto você trabalha e estudo no contraturno. Eu sou toda ao contrário. Mas nos seus planos eu caminho na mão única. Vou certa.

Vamos certos. Me coloca aí no começo no meio e no não fim dos planos todos. Eu sei que não há tantos. Mas vamos abrindo um lugar e então nosso destino senta aqui. Assenta assim. Eu não me perco em você, eu sou pequena e grande pra você escolher perder-se ou não por aqui. Vem, vamos. Me coloca nos seus planos.

E um futuro sem expectativa passa na frente.

Nenhum comentário: