segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

E de novo

Comece tudo de novo. Vá, pegue mais folha em branco e comece. Recomece. Se preciso, repita. Repetir é bom. Eu repetiria um quase tudo, um tudo quase todo de novo. Repita.

Faça de novo as malas, tire de novo as fotos, sorria como se a felicidade daquele dia fosse a novidade de hoje. Sorria por novidade nenhuma, e faça isso mais, repita, faça mais.

Volte pra história. Recomece-a ou continue-a ou termine-a de uma vez. Mas volte pro embrulho (imbróglio) e faça algo com ele, de uma vez. Faça duma vez ou de várias.

Não abandone os começos, menos ainda as metades. Os ruins e bons. Volte pros imbróglios ruins e termine com eles. Repita e renove os bons, recomece e faça tudo de novo. Sempre que der.

Nenhum comentário: