quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Quando agora

Eu tenho muita coisa importante pra fazer. Mas só tenho vontade de fazer coisas desimportantes agora. Como se eu tivesse esse direito mesmo sem ter o tempo de ter esse direito.

O tempo passando rápido. E eu como que não me importando.

Eu não me importo tanto mais. Eu aprendi a não me importar tanto depois que percebi: a gente inventa o que fazer e inventa que é importante. Existe um tanto a mais por aí. Que a gente esquece. Nem vê. O tempo corre mesmo assim, e a gente sem vontade de fazer coisas desimportantes.

Demorei mais penteando os cabelos e olhando pra mim e querendo saber o que eu pensava de hoje, queria pra hoje, faria ainda hoje. Nada. Deixei o vazio flanar por aqui, e ficamos juntos.

Eu só tenho vontade de fazer coisas desimportantes agora.

O importante tem pouco espaço. O tempo ocupa o espaço todo: porque corre. E eu já perdi tempo demais me importando em excesso com o que não me fazia tão bem.

O menos importante me faz melhor agora.

Nenhum comentário: