terça-feira, 11 de abril de 2017

tangente

a impressão que tenho é nova e parece bem definida, a impressão que agora percebo e mantenho é de que ao invés de caminhar numa linha reta onde haverá as baixas, que são os períodos intensos do ciclo, ando numa linha retas onde não há baixas, mas curvas tangentes que me puxam para dentro desse ciclo,
e algumas vezes me puxam muito rapidamente e me mantêm lá dentro,
e outras me puxam muito rápido e me jogam de volta,
e tantas muitas me deixam na beirada da tangente, com os pés prestes a entrar no precipício que já conheço,
e parece que vou ficando em volta, em volta, em volta,
o ciclo continua girando bem na minha frente, bem do jeito que já conheço, uma energia tenta puxar meu corpo e dependendo de como ele esteja ele se deixa ir,
cair pra dentro,
às vezes dentro de dias ele é jogado pra fora de novo, anda mais um pouco em linha reta, e novo círculo do ciclo lá na frente, um pouco adiante nessa linha, o novo ciclo o novo círculo tem essa tangente que sai de dentro dele e pode me puxar a qualquer momento.

fico entrando e saindo, caindo e sendo sugada, voltando à superfície, respirando rápido, sangrando gengivas, antecipando a nova queda, pedindo e torcendo para que tudo dê certo.

para que tudo dê certo de uma vez. sem que eu visualize nem antecipe novas tangentes pela frente.

Nenhum comentário: