quinta-feira, 25 de maio de 2017

há tempo

não sei se parece tanto, mas acho que tem dado pra dar um break real na ansiedade.
não sei se tanto muito (sim, eu falei tanto muito) pela meditação e kung fu, mas mais pela convicção concreta de que não consigo controlar o que mais quero resolver no presente. não controlo. não decido. só me exijo manter uma postura "correta" e tentar manter uma tranquilidade absoluta, generalizada, por assim dizer.
não sei se consigo me fazer explicar muito menos me fazer entender. mas compreendo o momento dessa forma.
(apesar de ter falado "não sei" três vezes em poucas linhas.)

parece mais um processo de aprender a lidar com uma nova pessoa, eu mesma, mas totalmente diferente nesse agora. eu não entendo meus comportamentos nem sei muito como lidar com eles. nem esperar nem prever.
é difícil real ter ansiedade, talvez mais do que ter humor deprimido, arrisco dizer (já que só eu leio o blog, né, posso arriscar a dizer muita coisa).

o agora é muito diferente do que o que eu queria estar ou ter, mas é o agora que tenho, então tenho de me ver com ele. tenho de me ver nele.
a ideia de se agarrar ao doutorado tá boa, tá se fixando, se é o que eu tenho e o que me tem, nem preciso de muito pra decidir por onde começar. :)

o resto eu vou lidando sem muita pressa - esse é o difícil, mas tem se tornado menos difícil. mais real.
na tentativa absoluta de ter calma e esperar. há tempo.

Nenhum comentário: