segunda-feira, 17 de julho de 2017

~

me convidaram pra participar de duas mesas num evento literário no próximo sábado. vai ser um negócio bem informal, num bar e tudo mais, mas essas situações me deixam 200% ansiosa. e meus picos de ansiedade têm se diversificado cada vez mais. no momento agora, eu sinto como se o corpo estivesse queimando por dentro; e é muito real a sensação.

~
isso lembra que tô com o psiquiatra marcado mas não quero de jeito nenhum ir.
acho que dá pra levar com a terapia, acho mesmo. mas às vezes bate o medo duma queda brusca.

da semana passada pra cá,
consegui, aparentemente, reverter a percepção de coisas-grandes, grandes-importantes nesse agora. mas ainda é tudo exercício. sem muita definição.

mas acho que o psiquiatra eu vou desistir por ora.

~
terminei "o apanhador no campo de centeio". tive, ao final, a mesma sensação de quando o li dez anos atrás: uma tristeza profunda mas ao mesmo tempo um sentimento de pertencimento no mundo. um certo conforto.
um abraço confuso mas bom.
levei-o pra terapia e conversei um pouco sobre. esse livro é importante em vários níveis. na minha vida também, em vários níveis.

terminando de ler "o estandarte da agonia", de heloneida studart. até agora o que mais gostei dela. bastante bom.
na sequência vou ler outro dela, um que teve problemas com a censura na época da ditadura: "deus não paga em dólar".

~
mês que vem tenho viagem pra congresso, no rio, congresso de literatura comparada.
acho que vai ser um congresso muitíssimo bom, tenho expectativas acadêmicas altas pra ele. porém nesse momento de ciclo interminável, confuso e claudicante, é difícil querer viajar. é difícil sair de casa para ene situações, avalie viajar. parece que potencializa o desconforto, pelo fato de você estar longe.
mas vamos.
minha mãe e meu irmão decidiram implicar com o fato de eu vou ficar em niterói, na casa de uma amiga, e não em um hotel próximo.
mas eu não quero ficar sozinha. não quero nem um pouco. podia ser o melhor hotel do mundo do lado da universidade, me dado de graça, eu sinceramente ia preferir estar distante mas com alguém.

~
há vários dias sozinha por aqui. até que tá ok, me acostumei ao silêncio e à quietude. mas não quero repetir isso numa cidade que não é a minha.

~
minha sobrinha nasceu sábado! <3 4="" :="" beleza.="" cheia="" de="" e="" p="" sa="">
~
vou tentar meditar agora. corpo e cabeça seguem ansiosos. 

Nenhum comentário: